Em revanche da Copa do Mundo, França e Croácia decidem a final da Copa Davis pela primeira vez

No dia 15 de julho de 2018, França e Croácia decidiram a Copa do Mundo de Futebol pela primeira vez na história. Com gols de Mandzukic (contra), Griezmann, Pogba e Mbappé, os franceses derrotaram os croatas por 4 a 2 e comemoraram seu bicampeonato mundial. Agora, a Croácia terá a chance de uma “revanche” com uma bolinha menor. Os dois países irão decidir a final da Copa Davis 2018. Se no gramado tínhamos craques como Mbappé e Modric, na quadra teremos outros, como Tsonga e Cilic. A final da Copa Davis acontece entre os dias 23 e 25 de novembro, no Estádio Pierre-Mauroy, em Lille, na França.

– Eu sei que nossos jogadores de futebol ficarão muito felizes se nós pudermos vencer essa revanche da Copa do Mundo – disse Zelijko Krajan, capitão croata.

Campeã da Copa Davis do ano passado no mesmo estádio, a França tem a chance de levantar seu segundo troféu consecutivo, o que não acontece desde 1930. Desfalcado de Richard Gasquet – o atual 26º colocado no ranking da ATP está lesionado -, o capitão Yannick Noah convocou Jo-Wilfried Tsonga – que teve problemas de lesão este ano e está na 259ª posição no ranking -, Lucas Poille (32º na ATP), Jeremy Chardy (42º no ranking) e a dupla top 20 do mundo, Pierre-Hughes Herbert e Nicolas Mahut.

Já o capitão da Croácia, Zelijko Krajan, manteve os mesmos cinco jogadores que derrotaram os Estados Unidos nas semifinais. O time croata será formado por Martin Vilic (atual 7º do mundo), Borna Coric (12º na ATP), Franko Skugor – que pode jogar em simples ou duplas e ocupa a 492ª posição individual – e a dupla Mate Pavic (o 3º melhor no ranking de duplas da ATP) e Ivan Dodig, que já participou de 31 Copas Davis desde sua estreia, em 2002.

– É difícil falar que um dos times é o favorito nessa final. Cada uma das seleções têm suas vantagens próprias. Eu acredito que vou estar bem no campeonato, me ajustando ao tipo de piso, mas bem. Jogar em local fechado é muito mais rápido que em quadras abertas. Mas eu vou me adaptar a essas condições – disse Cilic, que acabou de jogar o Torneio dos Campeões em quadra fechada.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *